, , , ,

[Crítica de filme] Brilho eterno de uma mente sem lembrança

23:15


Título original: Eternal Sunshine of the Spotless Mind
Distribuidor: Universal Pictures
Gênero: Comédia dramática , Ficção científica
Ano de Produção: 2004 


O filme conta a história de Joel (Jim Carrey) e Clementine (Kate Winslet), um casal bem incomum, que se conheceu após o fim do casamento frustrado de Joel. Ele é certinho. Ela é impulsiva.
Clementine aproveita cada minuto da sua vida como se fosse o último e muda de cabelo como muda de roupa (menos um casaco laranja que Joel aprendeu a gostar com o tempo).

O relacionamento dos dois é durante muito tempo leve, divertido e fofo, porém com o tempo as discussões começam e após uma grande briga, Clementine resolve sair de casa e apagar literalmente Joel de sua memória em uma clínica especializada. Joel , ao saber que Clementine o retirou totalmente de sua vida, também resolve apagá-la da memória. Porém, no meio do processo, muda de opinião ao relembrar de todos os momentos que passaram juntos e luta com todas as suas forças, dentro de sua própria mente, para não deixá-la ir embora de vez.

Brilho eterno de uma mente sem lembranças é um filme muito peculiar e um pouco confuso no começo, justamente por começar do final. No início do filme, Joel e Clementine, já com as mentes apagadas estão se conhecendo de novo. Tudo ocorre muito rápido, assim como na primeira vez em que eles se conheceram. Em determinado momento as cenas mudam e podemos ver o que aconteceu antes que eles chegassem até ali. São mostrados flashes da vida deles antes, o momento em que Joel vê com estranhamento que Clementine não o reconhece mais e está refazendo sua vida ( de uma hora para a outra, com outro cara), o momento em que ele descobre que ela o apagou de sua memória, o processo para apagar sua própria memória, mais flashes dos dois juntos ...


Quanto mais podemos conhecer o tipo de relacionamento que Joel e Clementine levavam, mais agonia dá em saber o final. Mais vontade vai dando de que tudo se reverta de alguma maneira mágica e os dois voltem a ser o que eram antes juntos. 


Eu poderia morrer agora, estou tão feliz. Nunca senti isso antes. Estou exatamente onde deveria estar.
- Vou me casar com você. Eu sei disso. - Tá.
Eu ainda penso que você vai salvar a minha vida.
      Deixe-me guardar esta lembrança. Só esta. 

É um filme lindo, emocionante e surpreendente. Uma resenha não é suficiente para descrever as mensagens que o filme tráz. Recomendo a todos.


Você poderá gostar também de:

11 comentários

  1. Eu estava conversando ONTEM com o meu amigo sobre esse filme, ele estava inconformado por eu nunca ter assistido. Agora fiquei com mais vontade ainda de ver, parece ser muito lindo realmente, e você conseguiu passar isso na sua resenha (:
    Já estou seguindo

    http://depoisdeumlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O filme é simples sabe?! Não tem muuitos personagens e tudo mais, mas você sente a leveza do relacionamento deles e o final surpreende bastante, porque é um daqueles filmes que você não consegue imaginar como vai ser o final. Gostei muito de ver o Jim Carrey mais dramático. Obrigada flor , beeijos :**

      Excluir
  2. Caramba!
    Linda sua resenha do filme, não o assisti ainda, mas depois de tudo o que vc falou com certeza irei assistir :)
    Beijokas, Brubs
    Livros de Cabeceira
    @IWannaRuffles

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigadaa *0*. Assiste sim , é um filme longo, mas é ótimo. Vale muito a pena.
      Beeijos :**

      Excluir
  3. Jé!

    Já comecei a assistir esse filme uma vez e acabei parando por algum motivo que não lembro!

    Mas depois da sua resenha vou assistir com certeza! s2
    Amo essa atriz desde Titanic!!

    Ps: '' As lápides eram para ele como livros e, naquela biblioteca funesta, ele vigorava como um grande leitor.''
    Resenha: À Sombra da Lua - Marcos DeBrito
    http://overdoselite.blogspot.com.br/2014/01/as-lapides-eram-para-ele-como-livros-e.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aaah quando tiver oportunidade aproveita pra terminar o filme. É ótimo *0*

      Beeijos

      Excluir
  4. Assisti a tanto tempo e achei meio perdido e confuso em alguns momentos,mas claramente me pareceu uma linda historia,a luta para que as próprias memorias felizes permanecem ali,sem contar nos atores que foram ótimos. Lindo, emocionante e surpreendente,você definiu muito bem o longa metragem Jessica ;)
    beijoss
    http://imemoriavel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Um dos filmes que não me canso de assistir. Muita gente acha ele de difícil entendimento por conta da ordem cronológica, eu acho poético!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também achei muito poético, acho que até mesmo por isso me agradou tanto. E a ordem cronológica não influenciou em nada pra mim , na verdade essa maneira diferente de colocar os fatos, me agradou bastante. Achei diferente.

      Excluir
  6. Eu vi esse filme por causa de uma frase. Valeu a pena,

    ResponderExcluir

Instagram Jéssica

Comentários Recentes