, , , ,

[Crítica de filme] O Iluminado

20:50


Título original : The Shinning
Ano de lançamento: 1980
Gênero: Terror/Suspense
Duração: 2h e 26 minutos

Quando Jack Torrance (Jack Nicholson) aceita o emprego de zelador durante o período de inverno no Hotel Overlook e muda-se para lá com sua esposa Wendy (Shelley Duvall) e seu filho, Danny (Danny Lloyd), sua vida muda drasticamente, de formas que ele jamais imaginou.

O Hotel Overlook tem a sua história marcada por um massacre que ocorreu no passado: Um zelador, afetado pela síndrome da cabana, matou a machadadas suas filhas gêmeas e sua esposa, e após isso cometeu suicídio. Mesmo sabendo do fato, Jack Torrance não se importa. Pouco tempo após ter se mudado com a família para o hotel, as mudanças em sua personalidade passam a ser visíveis. Jack torna-se um homem estressado e bastante violento.

Danny Torrance é um menino com dons especiais. Ele tem visões, lê pensamento e consegue manipular coisas e pessoas com a mente. Danny é um dos primeiros a ver os espíritos que assombram o Hotel e em certa ocasião chega até mesmo a ser atacado por um. 

Com o passar do tempo, Jack torna-se cada vez mais maníaco. Mesmo tentando se distrair com a produção de seu livro, as alucinações tornam-se a suas constantes companheiras e sua família passa a correr risco de vida. O culpado: Ele mesmo.


Já tinha ouvido tanto sobre esse filme que acabei tendo que tomar coragem para assistir as suas quase 3 horas de duração e tirar minhas próprias conclusões. 

A temática do filme é ótima e os efeitos para a época, ficaram muito bons. Porém, houveram várias cenas que se arrastaram desnecessáriamente, sendo que o diretor poderia ter explorado muitos outros elementos e personagens. Mas não tiro o seu crétido por isso, Stanley Kubric soube criar um ambiente cheio de tensão do começo ao fim. Mesmo não sendo um filme de terror como os de hoje, é visível o porquê do filme ter feito tanto sucesso. 



Sem falar na atuação incrível de Jack Nicholson, que encarna a loucura do personagem em cada gesto e olhar. Já a personagem Wendy, é tão sem atitude, que se não estive no filme não iria fazer muita falta. Com exceção é claro do fato de que com ela, melhora a associação entre a antiga família do massacre no hotel e a atual . Mas tirando isso, Shelley Duvall absolutamente não cumpriu, ao meu ver, o seu papel. 




O Hotel Overlook é baseado em um hotel real, que foi construído em uma área indígena. Para que sua construção fosse possível, houve guerra e massacre contra os indíos. O filme é cheio de simbologias indígenas, que podem passar despercebidas por quem não conhece a história do verdadeiro Hotel, mas tornam o filme ainda mais macabro quem conhece os fatos.

O final deixa algumas lacunas em aberto de forma intencional, para que o telespectador possa criar suas próprias versões. Bom, eu tenho algumas ideias...

Você poderá gostar também de:

9 comentários

  1. Apesar de ser muito comprido, eu adorei o contexto e vou assistir com toda a certeza ;-;

    http://renatacaparroz.blogspot.com.br/ <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele é um filme diferente sabe. Não tem aqueles sustos dos filmes de terror de hoje, tudo é mais questão de tensão mesmo. Assiste sim, acho que você vai gostar (:

      Excluir
  2. Vou ver o filme logo que conseguir ler o livro, até pq sendo um livro escritor pelo Stephen King deve ser muito bom.
    os-jovens-leitores.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda não li o livro, mas pretendo assim que puder. Dizem que o livro dá MUUUITO mais medo que o filme muahahaha

      Excluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Eu sou viciada em cinema e adoro filmes, mas acredita que nunca tive coragem pra assistir ao Iluminado?! Sempre tive a impressão que ele era um filme de terror muito pesado e eu morro de medo de filmes com espíritos... Mas quem sabe algum dia de manha eu não tome coragem e o assisto, porque tenho muita vontade de vê-lo!!

    Beijoos
    http://www.desaparicoes.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é pesado não flor kk Tem um suspense bem de leve. Foi terrorzão na época em que foi lançado, o livro é que é (dizem ser) muito assustador.

      Beijos

      Excluir
  5. Esse filme é simplesmente demais. Não poderia esperar menos do Kubrick! Também adoro Laranja Mecânica!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aaaain laranja eu ainda não assisti, mas preciso fazer isso logo. Sou simplesmente apaixonada por ficção científica *-*

      Excluir

Instagram Jéssica

Comentários Recentes