, ,

[Resenha] O maníaco do circo e o menino que tinha medo de palhaços - Leonardo Barros

16:14


Autor: Leonardo Barros
Editora: All Print
Categoria: Romance policial, suspense, mistério, nacional
Páginas: 274

O Maníaco do Circo” aborda o tema da psicopatia, da fobia, e conta a história de Renato, uma criança com personalidade psicopata que, através de sonhos e alucinações, constrói um mundo mítico onde os palhaços são manifestações materiais de um demônio. O garotinho cresceu e se tornou um homicida missionário. Sua missão: tentar purificar as almas possuídas por esse demônio, ou livrar o mundo de sua ameaça. O leitor vai acompanhar a gênese da loucura, a espontaneidade da primeira execução e a necessidade que o psicopata tem de dar continuidade a uma sina mórbida, tão necessária para ele quanto o próprio ar. Até que a história se complica com o aparecimento de um criminoso, apelidado de “Maníaco do Circo”, que assola a cidade, deixando todos perplexos com a sua crueldade. Quem é o Maníaco do Circo? Quem se esconde por trás da maquiagem de palhaço? Esse mistério, somente você poderá desvendar! "     

Renato sempre foi uma criança perturbada, como diriam os colegas. Desde sempre conversando sozinho e a situação se agrava após a mãe alcoólatra começar a trocar os remédios do menino causando grandes alucinações. O abajur de palhaços acabou se tornando seu pior inimigo durante à noite. 

A criança cresceu, porém as alucinações o acompanharam. Renato se tornou um homem forte,  decidido e aparentemente normal , porém sempre muito instável. O tráfico de drogas tornou-se seu meio de sobrevivência e com o tempo o uso das drogas aliado à sua natural tendência à violência o levou a cometer seu primeiro assassinato. Em sua mente distorcida, ele acreditava ter recebido uma missão das fadas alvas : Combater os dragões vermelhos do mal. Tempos depois ao conversar com uma velha senhora e sua amiga praticante de umbanda, acaba pensando que é filho de Ogum e que deveria acabar com os filhos de Xangô para assim estar protegido. Uma prostituta ruiva foi sua primeira vítima e a história dessa moça acaba entrelaçando outros problemas à vida de Renato, que acaba se complicando cada vez mais tentando saciar o seu desejo incontrolável de matar. 


Nesse meio tempo um assassino de meninas acaba causando pânico na cidade e passa a ser chamado de "o maníaco do circo", já que cometia os crimes usando uma maquiagem de palhaço e o que parecia já estar complicado para Renato acaba se tornando mais difícil com o aparecimento desse criminoso.


O maníaco do circo foi um livro que eu acabei demorando muito pra ler, não devido ao enredo, mas por causa de alguns probleminhas pessoais mesmo (vide: faculdade) e livros desse gênero eu prefiro ler de uma vez pra sentir melhor as emoções e aproveitar tudo o que o livro tem a oferecer. Portanto, eu que já estava quase na metade, acabei optando por começá-lo novamente e sinceramente foi a melhor coisa que eu fiz, porque ler aos pouquinhos estava me deixando meio perdida no enredo. Porém, o começo do livro pode ser um pouco confuso mesmo, pois trata da vida de vários personagens ao mesmo tempo que aparentemente não tem conexão nenhuma, mas conforme a trama vai se desenvolvendo as coisas vão fazendo muito sentido e você se pega pensando " Como é que eu não imaginei isso antes?". Uma das coisas que eu mais gostei foi a forma como a garotinha sequestrada no início teve um papel decisivo no final.

O livro tem muitos personagens, o que não chega a ser um problema, o que pode causar um pouco de estranhamento são os nomes de alguns deles que são beeeeem abrasileirados como Valdo, Natécio, Lucinalva... Quem não costuma ler muitos livros nacionais pode achar um pouco diferente, mas é tudo questão de tempo, conforme a leitura vai fluindo tudo passa a ser mais natural. Eu tive um pouquinho de problema com o nome da mãe do Renato que por acaso é o mesmo nome de uma cidade próxima à minha, onde eu trabalho. Mas isso aí é outra história.

Outra coisa que pode causar um pouco de estranhamento também são os elementos da umbanda presentes na vida e nas alucinações de Renato, mas nada que atrapalhe a compreensão.

Já conhecia o trabalho do autor por causa do livro Presságio - O assassinato da freira nua, que a propósito é um livro incrível, e já esperava gostar da trama. E foi o que aconteceu. Gostei bastante da proposta do livro, do modo como as coisas se desenvolveram, do toque único que o autor deu ao tema psicopatia,  das ilustrações, enfim, mais uma vez Leonardo Barros mostrou sua competência como escritor. 


O maníaco do circo e o menino que tinha medo de palhaços é um daqueles livros que você lê e não consegue largar, pois a mistura entre a fantasia e a realidade é extremamente instigante. Você vai estar dentro da mente de um assassino. Vai se enfurecer, vai se desesperar e vai principalmente se surpreender com o verdadeiro maníaco do circo.

Ebook disponível na Amazon.


Livro indicado para maiores de 18, por contér cenas de sexo e violência.







Você poderá gostar também de:

6 comentários

  1. É o tipo de livro que eu leria só pelo título diferente. Fiquei com uma baita curiosidade de conhecer melhor a história.
    http://aposasreticencias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Confesso que também fiquei curiosa pra ler o livro de cara já pelo nome também haha.

      Excluir
  2. Este livro é realmente ótimo. É um dos melhores livros do Leo.

    Beijos
    www.amorliterario.com

    ResponderExcluir
  3. dera que é bom msm??
    http://mergulhado-em-historias.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É bom sim. Leonardo Barros é um ótimo escritor nacional, recomendo mesmo.

      Excluir

Instagram Jéssica

Comentários Recentes