Pra que você escreve? - Uma análise sobre blogar nos dias de hoje

16:00



Ninguém é igual. Ponto. Obviamente os motivos para manter um blog também não seriam iguais. 
Eu blogo porque gosto, porque me faz feliz... Fulano de tal bloga pra ganhar livros grátis. Ele está errado? Claro que não, cada um faz aquilo que quer. Mas hoje em dia as parcerias em massa chegaram a tal ponto que me pergunto se realmente elas compensam ser feitas. Pra editora sempre vai compensar se promover, mas e pros blogueiros? Vale realmente a pena?

Em uma discussão acalorada em grupo x do Facebook, blogueiros irritados com a lista de divulgação dos parceiros de 2015 da editora y me fez imaginar à primeira vista que talvez se tratasse do famoso recalque de muitos por não terem sido escolhidos. Mas hey, por que eu parei de insistir em fazer parcerias com editoras mesmo? Porque a maioria não está interessada no seu conteúdo, sad but true. Fui conferir a lista dos selecionados e dentre eles muitos blogs de moda, de negócios e por aí vai. Poucos blogs literários.

A reclamação da maioria dos inscritos - e não selecionados- era a de que blogueiros literários deveriam ser priorizados na seleção, no entanto a editora se retratou dizendo que foram muitos blogs avaliados e que a editora possuía um vasto catálogo que ia desde fantasia e romance, até administração e auto-ajuda.

Não tiro a razão da editora, afinal eles sobrevivem das vendas e divulgação é parte crucial no processo. Não tiro a razão dos blogueiros em reclamar que poucos dos que tem o foco nos livros tenham sido escolhidos. Mas é preciso repensar algumas coisas.

É justo que blogs sejam selecionados não pela sua qualidade como um todo, mas pelo seu número de seguidores/curtidas na página? Não ao meu ver. Mas é justo também reclamar que um blog de moda foi selecionado e o seu literário não? Espera lá. Não é porque o foco do blog não é específico dos livros que a pessoa que o administra não leia ou não saiba fazer uma resenha decente. Tudo é relativo.

É fato que hoje em dia grande parte das editoras coloca a qualidade do blog em último nas prioridades para seleção, mas e é por isso que eu te pergunto : Pra que você escreve?

"Por que você tem um blog ?". Certa vez um colega me perguntou. 
"Porque eu gosto. Gosto de escrever, de compartilhar minhas opiniões com outras pessoas..." 
"E não te pagam por isso?"
"Não."
"Hmm..."

Essa foi uma conversa que tive logo no início do blog e hoje em dia continuo pensando da mesma maneira. Eu blogo porque gosto, não pra ganhar uma pilha de livros grátis que talvez eu nem goste e tenha que resenhar mesmo assim, até porque eu nem tenho tempo pra isso. Blogo porque quero, porque gosto, blogo por mim. Pode parecer egoísta. Mas é assim que deveria ser. Se você faz com o coração, se você escreve pra você gostar, outras pessoas vão perceber isso e quem se identificar com seu estilo vai acompanhar você.

Tem gente que lê na velocidade da luz, que devora livros livros como se não houvesse amanhã...Que faz inúmeras parcerias e dá conta de tudo, resenha colocando realmente seu ponto de vista e isso é bastante louvável. No fim das contas o que importa não é se você faz ou não uma ou inúmeras parcerias com as editoras. O importante é : Você gosta do que faz? O quanto tem de você naquilo? Falta verdade nessa blogosfera atual, mas acima de tudo anda faltando amor. Muito amor próprio.

Você poderá gostar também de:

17 comentários

  1. Ótima percepção Jéssica, adorei poder ler isso e penso da mesma forma. Parabéns pela contextualização!
    Beijinhos !

    ResponderExcluir
  2. Concordo contigo. Não estou dizendo que não continuo me candidatando como louca atrás de editoras parceiras ou se leio uma resenha de um livro nacional que me chame a atenção eu não vá ir atras do autor, nem que seja para o mesmo me conceder uma entrevista. Acredito que cada um tem que fazer o que gosta. Eu blogo porque gosto. Blogo já tem quase 5 anos e pretendo continuar com isso por muito mais tempo, porque não pra sempre? Blogo para ter um espaço meu onde posso dividir as coisas que gosto, meus texto e, claro, dicas. A blogosfera está se tornando um ninho de víboras.
    Um grande beijo e boa sorte para nós que encaramos essa jornada com amor

    http://vidasempretoebranco.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente. O problema como eu disse não é a pareceria em si ou o número delas , mas as parcerias e posts vazios. Eu também, mesmo com todas as dificuldades, pretendo blogar por muuuuito tempo ainda.

      Siiim, muita boa sorte pra nós haha

      Beeijos Lary.

      Excluir
  3. Antes de mais nada, eu adorei o seu blog!
    O meu medo quanto as parceria é: E se eu achar o livro ruim? Eu não vou deixar de falar que não gostei de um livro porque foi me "dado" por uma editora. E ai? Comofas?

    Beijos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada flor *-*'.
      Entãao, o legal é dar uma pesquisada antes no autor , se possível, mas mesmo fazendo isso ainda corremos o risco. O jeito é ser sincera com educação.

      Beeijos

      Excluir
  4. Perfeito. E é bem esse meu raciocínio também.
    Criei o blog para compartilhar as poucas coisinhas que eu mesma escrevo e aproveito para compartilhar minhas opiniões sobre livros e filmes. E as compartilho dizendo a realidade, se gosto ou desgosto e porque.
    Acho que frutos colhemos de um trabalho desprentencioso e honesto, que nos dê prazer. É isso que importa.

    Bjs
    MaH

    oquedissealice.blogspot.com.br
    @oquedissealice

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza, e independente no número de seguidores, é sempre muito gratificante ver que tem gente que gosta e/ou se identifica com a gente.

      Beeijos

      Excluir
  5. Oi, Jéssica!
    Achei muito válido suas colocações, e eu não poderia concordar mais. Acho que alguns blogs literários entram na onda da internet de tentar obter vantagens desmoralizando outros, num estilo "pra eu ser bom, o outro tem que ser ruim"; e eu acho isso tão triste!
    Sempre fico pensando no que eu faria se não gostasse de um livro e a editora me pedisse pra simplesmente não falar a respeito, como já aconteceu com algumas blogueiras. Acho que dá uma sensação de desonestidade pra quem acompanha o blog, mas ao mesmo tempo mais honesto do que mentir e elogiar um livro que não gostei. Enfim, uma saia justa.
    Essa nova onda de blogs de moda divulgarem livros pode ser uma boa coisa, trazer novos leitores. Em termos de divulgação, acho ótimo: muitas pessoas vão realmente ver o livro. Mas será que vão ler? Quanto do público de moda são leitores? Ainda que seja uma alta porcentagem (digamos, 50%), nos blogs literários 100% do público está interessado; faria muito mais sentido divulgar especificamente para o público alvo, na minha opinião.
    Mas, o que eu sei? Sou apenas uma humilde blogueira literária, né! Hahaha
    Bjos,

    Mari
    Mari The Reader

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa relação entre parceiro e editora é complicada, nem todas querem saber de críticas negativas, mas assim como elas existem também tem aquelas que são mais transparentes (minorias , mas existem).

      E nesse quesito público alvo, tipo de blog ... Foi por isso eu disse que entendo ambos os lados sabe. Ao mesmo tempo que faz mais sentido as parcerias serem com blogs literários, tem blogueiros de moda que também lêem bastante e fazem parcerias porque tem real interesse na leitura. Mas eu também pensei de primeira como você, que mesmo que leitores de certos blogs de moda tenham mais seguidores, talvez compensasse mais focar num público alvo, mas se não tivesse dando retorno às editoras, acho que as elas já teriam deixado de mão, não? Mas de qualquer forma,blogueiros literários ainda tem prioridade e acaba que tem livros pra todos os gostos e espaço pra todos também. Creio que o que mais precisaria ser mudado mesmo é a escolha dos blogs por qualidade de conteúdo.

      Beijos

      Excluir
  6. Oi Jéssica! Post super interessante, vejo essa massa de parcerias e as vezes... só sei lá. Eu escrevo por gostar, gosto de compartilhar ideias, opiniões, gosto de monetizar meu blog também, ganhar dinheiro fazendo o que gosta é bom né?? Mas tem muita gente que pira e eu não entendo... sem contar que eu as vezes sou boa pra criticar um livro, e o rabo preso de alguns blogueiros que sei que JAMAIS falariam mal de um livro enviado pela editora parceira?? (Já rolou de me contarem isso, que não curtiu o livro, ai faz uma resenha rasa, pra agradar- CRUZES)
    o mais legal do blog é o retorno do povo, os comentários, prefiro focar nisso e se um dia uma editora quiser, ela que entre em contato, pois vai ter visto meu trabalho e realmente se interessado, essas coisas de parceria em massa não é bem minha praia =x
    ótimo post!
    Boa noite =_
    [Resenha dupla #04] Persépolis – Marjane Satrani

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Thaaanks Pandora! Muuuito bom sim fazer o que a gente gosta independente de qualquer coisa. Pra mim também o mais importante é isso, ver o retorno dos leitores. Sentir que as pessoas estão gostando, se identificando...

      Boa noite flor :**

      Excluir
  7. Bem, só posso concordar. É raro eu ter um momento pra escrever, então, tento escrever sobre aquilo que gosto, e que talvez outras pessoas que compartilham dos mesmos gostos, apreciem também. Gosto de trocar experiências ^^ e concordo, bom mesmo, é se fazer o que gosta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Escrever sobre as coisas que eu gosto e trocar experiências foi o que me levou a criar o blog. É bom demais *-*

      Excluir
  8. Oi. Acho que você disse tudo nesse post. Eu, como você, também tenho o blog porque gosto, gosto de escrever, gosto de levar informações, gosto de falar meu ponto de vista sobre alguma coisa, e gosto de me aventurar e deixar as minhas experiencias no blog. E eu realmente escrevo pra mim.E fico feliz quando algumas pessoas visitam, deixam seu comentário...isso me faz sentir querida, feliz...Mas não vou ser hipócrita, porque eu já pedi para algumas pessoas seguirem meu blog, porquê eu vejo alguns blogs pequenos e mau feitos com erros ortográfico e de concordância que já tem mais seguidores do que o meu...isso me deixa muito chateada! Mas depois eu paro e penso se é isso mesmo que eu quero! Não. Eu quero leitores de verdade, eu quero leitores que gostem do que eu post, que gostem de mim, que virem meus amigos. Realmente concordo com tudo o que você disse. A gente tem que fazer as coisas por amor, porque gostamos de fazer! É isso! Adorei o o post! Beijos

    http://lucianabotacini.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então Luciana, é bem desse jeito , às vezes a gente se pega nessa confusão porque realmente tem blogs com vários erros ortográficos, mais divulgação do que conteúdo e com inúmeros seguidores, mas mesmo assim no fim o que conta é realmente ter quem acompanhe de verdade seu blog, que leia o que você posta... Acho difícil mesmo que alguém já não tenha passado por essa fase do "segue de volta?". Já passei por isso no começo do blog e hoje vejo que não é bem assim. Instagram já não vejo problema, já que tudo o que você postar ali todo mundo vai ver mesmo. Mas é assim ... O melhor ainda é fazer o que gosta, continuar postando independente do número de seguidores.

      Que bom que gostou flor. Beijos.

      Excluir

Instagram Jéssica

Comentários Recentes