, ,

A arte de ser feliz sozinha

23:02


Ela foi programada. Foi programada assim como tantos outros. E a vida foi seguindo assim sem que saísse tanto do roteiro, afinal, pra ser feliz é assim que deveria ser. Estudar, trabalhar ,conseguir dinheiro, mais dinheiro, mais dinheiro. Achar a tampa da panela. Conseguir mais dinheiro. Trabalhar e trabalhar. Mais dinheiro. Se sentir preenchida sendo a tal panela com tampa. Talvez lá no fundo ela quisesse saber como era não precisar de tanta coisa, de alguém, de um roteiro... Mas era cômodo. Seguro. 

Quando tudo ruiu, ela não sabia improvisar. Nesse jogo tão difícil que é a vida ela simplesmente não sabia passar de fase, pensou em resetar... E foi isso que fez.



 Se sentiu sem rumo, sozinha, perdida. Pensou que nada fosse dar certo de novo, por mais que soubesse o tamanho do clichê que vivia. Foi tentando um dia de cada vez. Choro. Raiva. Mágoa. Choro. Choro. Medo. Choro. Pensou em desistir; De tudo. Releu o antigo script e viu que nada mais se encaixava ali. As cenas, as falas, os atores, tudo havia mudado. E se nada mais lhe servia talvez ela pudesse dirigir a peça, programar o jogo, escrever a canção... E foi isso que fez.

Começou de mansinho, apagando antigos personagens, mudando lugares, metas e ideais. Montava um novo roteiro, um monólogo, que dessa vez a deixava livre pra improvisar. Nesse processo descobriu coisas que nem sabia que gostava, inventou coisas, sentiu coisas. Sonhou mais alto e não com alguém, não com dinheiro, não com prestígio, mas com ela mesma. 

Menos choro. Menos raiva. Menos Mágoa. Quase nada. 

Se viu sozinha e feliz. Se viu livre, pronta pra escolher o que bem entendesse, pronta pra abrir mão de o que quer que fosse - a qualquer hora - sem que isso doesse tanto como antes. Mudanças. Deixou de temê-las e se acostumou com elas. 

Sem choro. Sem raiva. Sem Mágoa. Nada.



Sentiu que poderia ser quem quisesse, quando quisesse e com quem quisesse, mas antes se sentiu amada. Por ela mesma. Um amor tão grande que mostrava que no fim das contas não era preciso de nenhum príncipe, tampa, grandes fortunas, roteiro, ou o que fosse. Amou cada vez mais sua própria companhia, seu riso frouxo, sua liberdade, a simplicidade da vida. 


E quando vinha a vontade de escrever um novo roteiro mais rígido como o antigo, pegava a caneta e escrevia outra poesia e ia deixando ali tudo empilhadinho, pra reler quando desse vontade e pra que quando - e se - algum dia aparecesse alguém com o espírito tão livre quanto o dela, ele pudesse ler , talvez compreender e prosseguir junto a ela nessa coleção de loucuras e bons sentimentos. Até lá o único planejamento seria não planejar mais nada... E foi o que fez.





Você poderá gostar também de:

11 comentários

  1. Muito Massa ! Pensei nisso estes dias !

    ResponderExcluir
  2. Muito bom! Não conhecia esse seu lado "escritora", você tem talento pra coisa.
    É muito inspirador, faz a gente lembrar que antes de tudo, devemos dar prioridade para nós mesmas, ter o famoso amor-próprio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Haha brigaada Maria *-* Eu escrevia muito mais textos assim, mas acabei perdendo ou jogando fora. Vou ver se continuo nessa linha aqui no blog.

      Excluir
  3. Sem choro, sem raiva, sem magoa, nada! A frase que me define hoje!!! Hoje to meia que "zen"...adorei o texto! Lindo mesmo! Beijos

    www.lucianabotacini.com

    ResponderExcluir
  4. Felicidade não depende de estar com alguém, você pode estar numa multidão e se sentir sozinho e pode se sentir feliz ou triste. Isso depende de seu estado emocional, espiritual e intelectual.

    Ser feliz sozinho é um presente, pois pode-se reconhecer a felicidade em sua totalidade, não em momentos compartilhados com alguém, mas algo que está dentro de cada um de nós, e acredite, está!

    O Criador nos proporcionou isso, cada ser é portador da felicidade, uns a descobrem quando olham em seu próprio coração e só se descobre isso quando ajudamos, servimos ao próximo, por isso, mesmo sozinha, sou muito feliz. Porém, se senti-se infeliz, é porque ainda não descobriu que somente se é feliz fazendo alguém feliz, simples não?

    Então, olhe no espelho e veja a luz de seus olhos, eles são únicos. Agora, dê-me um sorriso! Seja mais generoso, um sorriso mais espontâneo! Pronto, é assim. Agora, passe adiante e continue sendo assim como eu, muito feliz

    Otimo artigo, parabens...

    ResponderExcluir

Instagram Jéssica

Comentários Recentes